Os pensamentos otimistas de Descartes

Os pensamentos otimistas de Descartes

13 cit.
Todos o conhecem por ter contribuído para separar a mente do corpo, e por ter gerado muitos problemas aos estudantes de geometria que têm de retratar os objetos sobre um plano cartesiano, mas poucos conhecem a sua parte divertida e irreverente. Dedicamos este post ao grande Decartes, no 365º aniversário da sua morte, colhendo o lado irónico da sua eclética personalidade.

“Um otimista pode ver uma luz onde não há nenhuma, mas por que o pessimista sempre corre para apagá-la?”

René Descartes

“Viver sem filosofar é o que se chama ter os olhos fechados sem nunca os haver tentado abrir.”

René Descartes

“Nada é mais justamente distribuído que o senso comum: ninguém pensa que precisa mais do que realmente já tenha.”

René Descartes

“Quando se é demasiado curioso de coisas praticadas nos séculos passados, é comum ficar-se ignorante das que se praticam no presente.”

René Descartes

“Dizem que o macaco é tão inteligente que não fala para que não o façam trabalhar.”

René Descartes

“Não é suficiente ter uma boa mente: o principal é usá-la bem.”

René Descartes

“É prudente não confiar inteiramente em quem nos enganou uma vez.”

René Descartes

“Apenas desejo a tranquilidade e o descanso, que são os bens que os mais poderosos reis da terra não podem conceder a quem os não pode tomar pelas suas próprias mãos.”

René Descartes

“Basta ajuizar bem para bem fazer, e julgar o melhor que nos seja possível para fazermos também o nosso melhor.”

René Descartes

“Meu único desejo é conhecer o mundo e as comédias que nele se representam!”

René Descartes

“Quando recebo uma injúria, preciso erguer a minha alma tão alto, que a ofensa não chegue até mim.”

René Descartes

“Mas o que sou eu então? Uma coisa que pensa. E o que é uma coisa que pensa?”

René Descartes

“Os maus livros provocam maus costumes e os maus costumes provocam bons livros.”

René Descartes

Em destaque