Os Sofrimentos do Jovem Werther

Livro Os Sofrimentos do Jovem Werther
Título: Os Sofrimentos do Jovem Werther
Título original: Die Leiden des jungen Werthers
Autor:Goethe
Ano de lançamento: 1774
  • “Acontece com a distância o mesmo que acontece com o futuro: um todo imenso, e como que envolvido por uma neblina, estende-se diante de nossa alma: nosso coração ali mergulha e se perde.”
    Goethe
    [Tags:distância, futuro]
  • “É verdade: sou apenas um viajante, um peregrino sobre a terra! Será você algo mais do que isso?”
    Goethe
  • “Como sabe, respeito a religião; sinto que é um conforto para as almas cansadas, um refresco para as almas sequiosas. Mas…pode ela, deve ela ser isso para todos?”
    Goethe
    [Tags:religião]
  • “Pobres infelizes! Pensam que todas as coisas são pequenas porque eles próprios são assim?”
    Goethe
    [Tags:mediocridade]
  • “De resto, meu caro, dia a dia vejo com mais clareza quão estúpido é o ato de julgar os outros pelas nossas próprias faculdades.”
    Goethe
    [Tags:julgar]
  • “Não existe nada mais perigoso do que a solidão.”
    Goethe
    [Tags:solidão]
  • “Toda regra destrói o verdadeiro sentimento e a verdadeira expressão da natureza.”
    Goethe
  • “A vida humana não passa de um sonho!”
    Goethe
  • “Os homem sofreriam menos se não se concentrassem tanto (e só Deus sabe por que eles são assim!) na lembrança de seus males, em vez de esforçar-se por tornar o presente suportável.”
    Goethe
  • “Desgraçados aqueles [...] que se servem do poder que tem sobre um coração para roubar as inocentes alegrias que brotam dele espontaneamente.”
    Goethe
    [Tags:amor, poder]
  • “Tenho tanta coisa e a lembrança dela tudo devora.Eu tenho tanta coisa e sem ela tudo se reduz a nada.”
    Goethe
    [Tags:lembranças, posse]
  • “A maioria trabalha durante quase todo o tempo para poder viver, e o pouco tempo livre que lhe resta pesa-lhe de tal modo, que procura todos os meios possíveis para dele se libertar. Oh, o destino do homem!”
    Goethe
  • “No entanto, é um impulso natural da humanidade o querer tocar o que nos fere os sentidos.”
    Goethe
  • “Nenhuma alegria é comparável à de ver uma grande alma abrir-se para nós.”
    Goethe
Em destaque