Frases de Jigorō Kanō

Immagine di Jigorō Kanō
Identikit e dados pessoais
Nome
Jigorō
Sobrenome
Kanō
Nascido
28 Outubro 1860
Falecido
4 Maio 1938
Gênero
masculino
Nacionalidade
Japonesa
Profissão
especialista de artes marciais
Signo do zodíaco
Escorpião
Frases, citações e aforismos de Jigorō Kanō
27 em português
Todas as frases de Jigorō Kanō
  • “Somente se aproxima da perfeição quem a procura com constância, sabedoria e sobre tudo muita humildade.”
    Jigorō Kanō
  • “A simplicidade é a chave de toda arte superior, da vida e do judô.”
    Jigorō Kanō
    [Tags:simplicidade]
  • “À medida que se progride no estudo do judô, o sentido de confiança em si mesmo, base do equilíbrio mental, se desenvolve.”
    Jigorō Kanō
  • “O melhor uso que se pode fazer de uma espada é não utilizá-la, o pior é servir-se dela.”
    Jigorō Kanō
    [Tags:armas]
  • “As fonte estimulantes da ação são o instinto criador e o espírito de aventura.”
    Jigorō Kanō
  • “A maneira de treinar depende de uma ação consciente, mas o objetivo do treinamento é conseguir o domínio da técnica, o que é inconsciente.”
    Jigorō Kanō
  • “Sem uma clara compreensão do sentido do movimento não se podem esperar progressos reais.”
    Jigorō Kanō
  • “O judô pode ser considerado como uma arte, ou uma filosofia do equilíbrio, bem como um meio para cultivar o sentido e o estado de equilíbrio.”
    Jigorō Kanō
  • “A dualidade e a condição da vida. Sem oposto nem contrastes, a vida não é vida.”
    Jigorō Kanō
    [Tags:existência]
  • “A saída de vida depende do jogo harmonioso de nossos instintos.”
    Jigorō Kanō
    [Tags:harmonia, instinto]
  • “O adversário é um parceiro necessário ao progresso, a vida da humanidade baseia-se neste princípio.”
    Jigorō Kanō
    [Tags:adversários]
  • “Não se envergonhe por causa de um erro, você estaria cometendo uma falta.”
    Jigorō Kanō
    [Tags:erros, vergonha]
  • “É somente através da ajuda mútua e das concessões recíprocas que um organismo agrupando indivíduos em número grande ou pequeno pode encontrar sua harmonia plena e realizar verdadeiros progressos.”
    Jigorō Kanō
  • “Vencer o hábito de usar a força contra a força é uma das coisas mais difíceis do treinamento do judô. Caso não se consiga isto não se pode esperar progresso.”
    Jigorō Kanō
  • “A derrota na competição e no treinamento não deve ser uma fonte de desânimo ou de desespero. É sinal da necessidade de uma prática maior e de esforços redobrados.”
    Jigorō Kanō
  • “O alto valor da habilidade e da qualidade da arte só pode ser obtido elevando-se acima da dualidade da competição.”
    Jigorō Kanō
  • “O judô não deve ser revestido por um rótulo nacional, racial, político, pessoal ou sectário.”
    Jigorō Kanō
  • “Quando se percebe a potência do judô, compreende-se que não pode usá-lo levianamente, pois ele pode ser tão perigoso quanto uma espada desembainhada.”
    Jigorō Kanō
  • “Ambição e rivalidade, cuidadosamente dosadas, são estimulantes do progresso. Porém em quantidade excessiva, transformam-se em venenos destrutivos.”
    Jigorō Kanō
  • “A habilidade é função de um ato inconsciente automático. O controle consciente de todos os fatores é impossível, pois uma entrada só é possível num espaço de tempo igual ao de um raio.”
    Jigorō Kanō
  • “A situação do mundo e dos assuntos humanos, atualmente, se assemelham muito à dos principiantes sobre a esteira de judô.”
    Jigorō Kanō
  • “Nossos braços são movidos pelo deslocamento do corpo do adversário. Como se dele fizessem parte.”
    Jigorō Kanō
  • “Tender a perfeição é o princípio do treinamento de judô.”
    Jigorō Kanō
  • “A despeito das aparências 'eu' e 'mim' são os fatores mais negligenciados no pensamento humano.”
    Jigorō Kanō
  • “Cada ação do corpo é tão importante quanto um elo numa corrente.”
    Jigorō Kanō
    [Tags:agir, corpo, movimento]
  • “O conhecimento do corpo para ser eficaz não é necessariamente o alto conhecimento científico do engenheiro, mas sim aquele, prático do operário.”
    Jigorō Kanō
  • “Devemos nos lembrar que a essência do esporte não está na marca ou no escore, mas nos esforços e na habilidade despendidos para atingi-los.”
    Jigorō Kanō
Em destaque