O Amante de Lady Chatterley

Livro O Amante de Lady Chatterley
Título: O Amante de Lady Chatterley
Título original: Lady Chatterley's Lover
Autor:David Herbert Lawrence
Ano de lançamento: 1928
  • “A ferida da alma não fecha; começa de repente a manifestar-se de novo, lentamente a princípio, depois invasoramente até empolgar a alma inteira – e quando supomos que tudo já está cicatrizado e esquecido, lá vem o contragolpe fatal.”
    David Herbert Lawrence
  • “As criaturas pretendem ter emoções, mas na realidade nada sentem. Suponho que isso é ser romântico.”
    David Herbert Lawrence
  • “O nada! Aceitar que o grande vazio da existência é um dos aspectos da existência. Todas aquelas coisinhas buliçosas e importantes que se constituem na grande soma total: o nada!”
    David Herbert Lawrence
    [Tags:nada]
  • “São assim os homens. Ingratos e nunca satisfeitos. Quando desprezados, enfurecem-se de serem desprezados; e quando aceitos, queixam-se disso. Puras crianças, descontentes, jamais satisfeitos por mais que uma mulher faça.”
    David Herbert Lawrence
  • “Ganhar dinheiro é dom natural. Não depende do que uma pessoa faça. Não depende do artifício. É uma função. E uma vez que recomeçamos a ganhar dinheiro, continuamos a ganha-lo maquinalmente.”
    David Herbert Lawrence
    [Tags:dinheiro, ganhar]
  • “Na vida particular, podemos agir e sentir como quisermos, contando que fiquemos intactos à forma e ao mecanismo da vida.”
    David Herbert Lawrence
    [Tags:agir, sentimentos, vida]
  • “A sociedade civilizada é louca. O dinheiro e o que se entende por amor são suas grandes manias; o dinheiro, de longe, em primeiro lugar. Em sua loucura desconexa, os indivíduos se afirmam de um destes dois modos: o dinheiro ou o amor.”
    David Herbert Lawrence
  • “Às vezes é mais inteligente ser meio estúpido: para atingir seus fins.”
    David Herbert Lawrence
  • “Já não há caminhos fáceis à nossa frente: temos de contornar os obstáculos, pular por cima deles - e isso por que temos de viver, seja qual for a extensão do desastre havido.”
    David Herbert Lawrence
  • “É curioso o quanto a vida da mente só parece florescer com as raízes na maldade, uma maldade invariável e infinita.”
    David Herbert Lawrence
    [Tags:maldade, mente]
Em destaque