Frase de Zygmunt Bauman Frases de Zygmunt Bauman
  • “Em todo amor há pelo menos dois seres, cada qual a grande incógnita na equação do outro. É isso que faz o amor parecer um capricho do destino - aquele futuro estranho e misterioso, impossível de ser descrito antecipadamente, que deve ser realizado ou protelado, acelerado ou interrompido. Amar significa abrir-se ao destino, a mais sublime de todas as condições, em que o medo se funde ao regozijo num amalgáma irreversível. Abrir-se ao destina significa, em última instância, admitir a liberdade no ser: aquela liberdade que se incorpora no Outro, o companheiro no amor.
    Zygmunt Bauman
Detalhes da frase livro (Amor líquido: Sobre a fragilidade dos laços humanos)

10/01/2017 às 16:19
Avaliação média Vote aqui Curiosidades 660
571
Avaliação média Vote aqui
Comentários sobre a frase
Frases relacionadas